Tecnologia

Hackers do LulzSec Portugal reivindicam ataques ao PSD, RTP e Sapo

lulzsec_1Foram só alguns dos alvos do conhecido grupo internacional de hackers que tem uma base em Portugal. Sites atacados já voltaram à normalidade.

A conhecida organização de hackers LulzSec reivindicou esta segunda feira alguns ataques a sites portugueses. Páginas como a Procuradora-Geral de Lisboa, o Partido Social Democrata, a RTP ou mesmo o Sapo, foram atacados pelos piratas que modificaram grande parte das páginas que tinham como alvo.

Segundo o Sol, o site da Procuradoria-Geral de Lisboa esteve indiponível hoje, ao inicio da tarde.

Já no passado sábado, foram muitos os relatos que davam conta da indisponibilidade de sites como o Sapo, a RTP ou mesmo a página do PSD.

Hoje, na sua conta oficial do Twitter, o grupo LulzSec Portugal afirmou ter sido o autor dos ataques.

Destaque ainda para o site do Freeport, igualmente atacado pela mesma organização, onde era mostrada uma fotografia de José Sócrates e um texto onde o grupo hacker afirmava que o ex-Primeiro Ministro deveria pagar pelo que fez.

Mais partilhadas da semana

Subir