Mundo

Habitante 7000 milhões é um bebé que nasceu nas Filipinas, indica a ONU

bebe_7000milhoesNasceu neste domingo, nas Filipinas, o habitante 7000 milhões do planeta Terra, horas antes das previsões da Organização das Nações Unidas (ONU), que no seu relatório anual sobre demografia apontava 31 de outubro como a data deste marco. Danica Camacho, uma menina que veio ao mundo em Manila, conquista o histórico registo. Facto para celebrar e refletir.

Faltavam dois minutos para a meia-noite quando, no Hospital José Fabella Memorial, em Manila (Filipinas), a pequena Danica nasce. Camille Dalura deu à luz a bebé, com 2,5 quilogramas. A ONU registou Danica como sendo o cidadão 7000 milhões do planeta, que tem cada vez mais habitantes.

A população está a aumentar, mas a um ritmo mais lento. Foram precisos 12 anos para crescer de 6000 para 7000 milhões. Treze para atingir os 8000 milhões. Dezoito para sermos 9000 milhões e serão precisos quase 90 para atingirmos os 10 000 milhões.

Em 2050, a Terra deverá ter 9,3 mil milhões, o que representa um aumento substancial. No entanto, são os países menos desenvolvidos que contribuirão para esse crescimento da população, o que suscita preocupações.

O relatório anual da ONU traz outros ndicadores preocupantes, numa previsão para o próximo século. Sobretudo o envelhecimento da população nos países mais desenvolvidos (entre os quais Portugal), que perdem habitantes, e o aumento nos países subdesenvolvidos, no continente africano.

Outro indicador que deve causar apreensão sobre a natalidade é o facto 42 por cento dos habitantes residirem em países onde se prevê uma quebra: mais mortes do que nascimentos. A maioria dos países do ocidente deverá perder população.

Portugal contribui decisivamente para a quebra da natalidade. Segundo a ONU, tem a terceira pior taxa de natalidade do mundo. Só Bósnia-Herzegovina e Malta apresentam um registo mais baixo. Entre 2010 e 2015 deverão nascer em Portugal apenas 1,3 filhos por mulher – seriam necessários 2,1 para equilibrar a balança.

Mas, hoje é dia de celebrar o habitante 7000 milhões. De Manila para o mundo, eis Danica. Diversos países vão assinalar os nascimentos de todos os bebés, hoje, a 31 de outubro. São os primeiros nascituros que marcam a caminhada rumo aos 8000 milhões, cujas previsões indicam que ficará concluída em 2024.

Mais partilhadas da semana

Subir