Nas Notícias

Governo volta a pedir tolerância à GNR na questão da floresta

Depois da GNR, por via de um coronel que faz parte do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente da guarda, ter revelado que os militares vão cumprir a lei e, a partir de quinta-feira, podem multar quem não tiver os terrenos limpos, o Governo volta a pedir tolerância às forças de segurança.

“Nem sequer tem muito interesse estar a perceber se a data é prolongada ou não, o que importa é que todos sintam esta responsabilidade de se cumprir, até ao final de maio, esta obrigação”, disse José Artur Neves, secretário de Estado da Proteção Civil.

Na TSF, o governante salientou que o objetivo do Executivo de António Costa não é “aplicar coimas”.

“Não é objetivo do Governo passar uma multa sequer, o objetivo é que se cumpra esta obrigação”, assegurou.

Marcelo Rebelo de Sousa apelou já a um prolongamento do prazo dado aos proprietários para a limpeza de terrenos, em face de muitas dúvidas que têm existido.

O Governo, por via do ministro da Agricultura, já tinha avisado que não haverá tolerância, embora tenha revelado que o objetivo não era passar multas.

Nesta terça-feira, foram conhecidas declarações de um responsável da GNR a reiterar que a força de segurança tem ordens para fazer cumprir a lei e, a partir da próxima quinta-feira, podem multar os proprietários que não tenham os terrenos limpos.

Mais partilhadas da semana

Subir