Economia

Governo recebe carta com três avisos de Bruxelas

A Comissão Europeia enviou uma missiva ao Governo, onde faz três alertas: reduzir a dívida pública, avançar com um plano de reformas e combater o crédito malparado dos bancos são fundamentais.

A carta enviada por Bruxelas, assinada pelo vice-presidente Valdis Dombrovskis e pelo comissário Pierre Moscovici, chegou a Lisboa nesta quarta-feira.

O executivo de António Costa recebe três alertas, relacionados com a dívida pública, o crédito malparado do setor bancário e a falta de reformas.

“A Comissão pede às autoridades portuguesas que submetam um Programa Nacional de Reformas e um Programa de Estabilidade ambiciosos e detalhados, com vista a sustentar a correção sustentável dos desequilíbrios. A Comissão irá monitorizar de perto a ação política e a evolução dos desequilíbrios no contexto de monitorização específico”, refere a missiva, citada pelo jornal Económico.

A comunicação, que tem Mário Centeno como destinatário surge dias depois da Comissão Europeia ter retirado Portugal da lista de países com desequilíbrios macroeconómicos excessivos.

Estes avisos são feitos no dia em que António Costa revelou que o défice de 2017 se situou nos 1,1 por cento – números que deverão ser confirmados pelo Instituto Nacional de Estatística, no próximo dia 26.

Não obstante os indicadores positivos da economia, como a queda do desemprego e o controlo do défice, Bruxelas pretende que o Governo não descure o combate à dívida e o crédito malparado dos bancos.

Mais partilhadas da semana

Subir