Nas Notícias

Governo diz que em 2017 fez-se mais pela limpeza das florestas do que em décadas

O ministro da Agricultura afirmou hoje, em Braga, que em 2017 “fez-se muito mais do que nas últimas décadas” em termos de limpeza da floresta e que Portugal está “seguramente” mais preparado para enfrentar os incêndios.

“Este ano em termos de limpeza da floresta fez-se mais do que nas últimas décadas. Houve um grande esforço, naturalmente que nem tudo estará feito mas o salto quantitativo e qualitativo é enorme, como é facilmente comprovável por quem viaja no país”, disse Luís Capoulas Santos, à margem da abertura da edição de 2018 da AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação.

Questionado sobre se o país está mais preparado para enfrentar a época de incêndios, o governante respondeu: “Seguramente. O esforço que está a ser feito não tem qualquer precedente”.

O responsável pela tutela da agricultura salientou ainda o “bom momento” que o setor atravessa: “A agricultura neste momento é o setor que cresce ao ritmo que é o dobro do resto da Economia e que está a conhecer uma vocação exportadora impressionante”, apontou.

Segundo Capoulas Santos, o setor cresceu “8 por cento no ano passado e nos dois primeiros meses deste ano o crescimento das exportações, comparativamente com o período homólogo do ano anterior, é de 10 por cento”.

O governante apontou o caso da exportação de framboesas como exemplo do momento do setor.

“Por exemplo, nos frutos vermelhos, nas framboesas, Portugal representa 40 por cento do abastecimento europeu”, disse, completando que houve também um “incremento nas exportações de vinho, os hortofrutícolas estão a ter um trajeto impressionante. No ano passado o setor representou cerca de 6.6 mil milhões de euros, o que significa um valor quase igual ao têxtil e ao calçado em conjunto”.

Em 2018, a AGRO – Feira Internacional de Agricultura, Pecuária e Alimentação assinala a sua 51ª edição, estando presentes de 250 expositores e perto de 450 máquinas agrícolas, que ocuparão um espaço de exposição superior a 25 mil metros quadrados.

Mais partilhadas da semana

Subir