Mundo

Governo desmente El País e diz que nunca se opôs às sanções à Venezuela

Uma notícia do El País dá conta de que Portugal é o único país da União Europeia (UE) que está contra sanções à Venezuela. O Governo português desmente.

O diário espanhol sustenta a notícia num relatório da delegação da UE em Caracas, segundo o qual 27 dos 28 estados-membros consideram a possibilidade de impor sanções à Venezuela, se o presidente Nicolás Maduro convocar uma Assembleia Constituinte, com o objetivo de alterar a Constituição.

“Os grandes países estão a favor. Apenas Portugal é claramente contra”, escreve o periódico, nesta reportagem.

Ora, o Governo português nega esta informação. Numa nota do gabinete do ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, citada pelo Diário de Notícias, garante-se que “essa questão nem sequer foi discutida”.

“Portugal não se opôs, no seio da União Europeia, à aplicação de sanções à Venezuela, pela simples razão de que essa questão não foi ainda discutida entre os Estados-Membros da EU”, pode ler-se, nesse comunicado.

Nicolás Maduro pretende fazer alterações à Constituição, através de uma Assembleia Constituinte. A União Europeia admite impor sanções, caso o presidente venezuelano avance com esta medida.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir