Cultura

Google homenageia Edmonia Lewis com doodle novo

A Google homenageia hoje a escultora americana do século 19, Edmonia Lewis, com um novo Doodle, que representa a artista a trabalhar na sua escultura mais famosa, “A morte de Cleópatra”.

Edmonia Lewis era audaz e não tinha medo de redesenhar as convenções da sua época. O seu pai tinha descendência afro-haitiana e a sua mãe tinha raízes na tribo Mississauga Ojibwe. Edmonia nasceu em 1844, em Nova Iorque, herdando então uma descendência afro-americana.

Foi considerada a primeira mulher afro-americana e nativa americana a tornar-se escultora de belas artes reconhecida globalmente, de acordo com o Google. Nas suas obras, é conhecida por incorporar elementos que relembrem a sua herança cultural no estilo neoclássico de esculpir.

“Hoje, celebramos Edmonia e o que representava – auto-expressão através da arte, mesmo no meio da adversidade”, escreveu o Google.

Aos 15 anos de idade começou a estudar no Oberlin College, mas não conseguiu acabar o curso devido à discriminação de que foi alvo, por ser negra. É então que se muda para Boston, em 1864, para continuar com a sua carreira de escultora. Mais tarde, tornou-se na aprendiza de Edward A. Brackett, um escultor que trabalhou com personalidades da época, tendo encontrado o sucesso aqui.

Em 1864, estreou a sua primeira exposição, que foi muito aclamada, pelo que Edmonia viajou até Roma, onde viria a residir. Lá, começou a esculpir em mármore, ficando conhecida pela fusão entre os temas culturais e o estilo neoclássico presentes nos seus trabalhos. Edmonia ganhou renome internacional, continuando com as suas obras, até a sua morte em 1907.

O Doodle de hoje mostra Edomnia a esculpir uma das suas mais famosas obras, “A morte de Coleóptera”, que está em exposição no Museu de Arte Americana Smithsonian, em Washington e que foi considerado “a peça de escultura mais memorável da secção americana”. As cores vibrantes do logo da Google prestam homenagem ao nome nativo-americano de Edmonia, que era ‘Wildfire’ (incêndio, em português).

Décadas depois, o legado de Edmonia continua vivo através da sua arte e pelo caminho que ela ajudou a construir para mulheres e artistas de cor. A sua história de vida e as suas obras de arte estão em exposição no Museu de Arte Americana, estando também agora incluídos no Google Arts & Culture.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: