Insólito

Fraude: Em nove anos, trabalhou apenas seis dias

gravida_1O caso insólito aconteceu em Itália, na cidade de Bolonha. Funcionária de um hospital simulou complicações numa suposta gravidez e até arranjou certidões de nascimento falsas.

Uma italiana de 45 anos foi na semana passada notícia pela fraude e pelo prejuízo que causou ao governo italiano. A mulher era funcionária no Hospital Universitário Sant’Orsola di Malpighi, na cidade italiana de Bolonha. Em nove anos de funções, Sílvia apenas trabalhou seis dias.

Durante o resto do tempo, a mulher ocupou-se de arranjar desculpas e inventar casos para não ir trabalhar. Ao todo, a italiana terá dado um prejuízo de mais de 30 mil euros ao estado.

Tudo começou quando Sílvia anunciou uma suposta gravidez. Conseguiu uma licença e nunca mais ao hospital voltou para trabalhar. A mulher não estava na realidade grávida mas conseguiu de forma incrível arranjar um certificado que o comprovava. A seguir vieram ainda complicações nessa mesma gravidez, enfim, tudo adiava o dia de Sílvia voltar ao trabalho.

Como se ainda não chegasse, a italiana arranjou certidões de nascimento falsas de dois filhos que não tinha. Um nascido em 2004 e outro em 2009. Com isso, passou também a receber apoios do estado.

A mulher está agora em prisão domiciliária depois de investigações preliminares da polícia, que continua a estudar o caso.

Mais partilhadas da semana

Subir