Nas Notícias

Ferreira Leite diz que são os mais ricos quem paga serviços públicos aos mais pobres

No seu espaço de comentário da TVI24, Manuela Ferreira Leite defendeu uma tese que não gera consenso, com uma frase controversa: são os mais ricos que fornecem “a grande fonte de receita do Estado” que serve para “pagar despesas de serviços públicos destinados aos mais desfavorecidos”. Em discussão, estava a alteração aos escalões de IRS, medida que vai penalizar quem ganha mais.

A criação de um novo escalão de IRS, medida que deverá estar inscrita no próximo Orçamento de Estado, gera “fortíssimas preocupações” a Manuela Ferreira Leite, que teme por “alterações que distorcem todo o sistema”.

A antiga ministra das Finanças lembra “o forte aumento de impostos” que foi aplicado a pessoas que ganhavam mais de 80 mil euros por ano.

“A partir dos 80 mil, avançou-se com a taxa máxima, o que foi um forte aumento de impostos sobre as pessoas que estavam nesses níveis”, recorda.

Manuela Ferreira Leite defende que “não podemos prescindir das pessoas com rendimentos altos para pagar impostos”.

E tem uma frase curiosa:

“São elas a grande fonte de receita do Estado e a receita do Estado é para pagar despesas de serviços públicos destinados aos mais desfavorecidos. Não podemos olhar de forma sobranceira para aqueles que pagam muitos impostos. Ainda bem que eles existem, mas não pode haver abusos do Estado”.

Ferreira Leite foi mais longe e considerou que penalizar os mais ricos pode levá-lo a decidir abdicar de ganhar tanto.

“Esta construção do IRS pode colocar pessoas a quem não vale ganhar mais porque aquilo que vão pagar em acréscimo de imposto é superior ao rendimento que obtêm. E por isso abdicam e o Estado fica com menos receita de imposto”, diz.

A comentadora entende que a solução, na questão do IRS, é “baixar a taxa do imposto do qual todos beneficiam”.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir