Nas Notícias

Especialistas acreditam no potencial do SIRESP mas…

A Comissão Técnica Independente conclui, após análise à atuação do SIRESP no incêndio de junho em Pedrógão Grande, que esta rede de comunicações é um “sistema atrasado” mas com um potencial que “não foi suficientemente aproveitado ao longo dos anos”.

“O SIRESP é um sistema atrasado. É um sistema 2G, não é um sistema nem 3, nem 4, nem 5G, como atualmente nós temos. Não dá imagens, não dá vídeos, não tem um potencial que os nossos telemóveis hoje em dia têm. Há aqui dificuldades futuras no que respeita à utilização do SIRESP”, afirmou João Guerreiro, presidente da Comissão Técnica Independente, no Parlamento.

 

Em audição conjunta das comissões parlamentares de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias e de Agricultura e Mar, João Guerreiro afirmou que “a maior parte dos países europeus ainda utiliza o sistema SIRESP”.

No entanto, nota este especialista, “ainda que estejam a tentar encontrar e a estudar soluções alternativas para o substituir, mas o SIRESP tem potencialidades que não foram utilizadas”.

Sobre o incêndio de Pedrógão Grande, João Guerreiro explica que “o sistema SIRESP teve as suas debilidades no domingo e na segunda-feira quando estavam no teatro operações um número enorme de operacionais que utilizam todos eles o sistema”.

“Aí houve um congestionamento da rede SIRESP”, disse, em declarações reproduzidas pelo Jornal de Notícias.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: