Economia

Espanha tem mais um ano para cumprir défice, Portugal poderá retirar benefícios

mariano_rajoyEspanha terá uma folga maior do que Portugal, tendo em vista o cumprimento do défice. Segundo a France Press, apenas em 2014 o país vizinho terá de atingir os objetivos definidos por Bruxelas. Portugal pode beneficiar desta medida.

Os ministros das Finanças dos 27 países da União Europeia devem decidir amanhã conceder mais um ano a Espanha para cumprimento do défice. A informação é divulgada pela France Press, que cita fontes oficiais da União Europeia.

As metas de Espanha para o défice são três por cento do Produto Interno Bruto, em 2014, e não em 2013, como estava previsto antes. Em 2013, o défice espanhol terá de ficar-se pelos 4,5 pontos percentuais.

Face à gravidade da recessão espanhola e ao tempo que o país precisa para se reajustar, esta medida era expectável: Espanha deverá ter mais um ano do que Portugal, para cumprir as metas do défice, estabelecidas nos três por cento.

Portugal poderá retirar benefícios desta decisão. Depois do pacote de ajuda aos bancos espanhóis, Bruxelas volta a dar sinais de que tem consciência das dificuldades dos países em recuperar desta crise e de que o cenário macroeconómico mudou.

E a abertura de Bruxelas revelada no caso de Espanha pode ser o primeiro passo numa eventual renegociação do acordo entre a troika e Portugal, tendo em vista uma suavização do plano de reajuste financeiro.

Mais partilhadas da semana

Subir