Benfica

Emails do Benfica: PJ faz buscas na Luz

A Polícia Judiciária está a fazer buscas na Luz, no âmbito da investigação do caso dos emails do Benfica.

A notícia é avançada por Jornal de Notícias, Expresso, Sábado e TVI.

“Estão a decorrer dez ações de busca”, reforça a SIC Notícias, com o Benfica a declarar-se “tranquilo”.

“Até ao momento não chegou ninguém”, contrapõe o Expresso, citando uma fonte que não identifica: “A nós até nos dava jeito que a Polícia Judiciária viesse. O Benfica acha que seria perfeitamente normal”.

A operação da Polícia Judiciária ocorre três semanas depois da revista Sábado ter publicado que o juiz Jorge Marques Antunes, da Comarca de Lisboa, não assinara as autorizações necessárias para a PJ realizar buscas às instalações do Benfica e às casas de Luís Filipe Vieira e Paulo Gonçalves.

A casa de Pedro Guerra, o ex-diretor da Benfica TV e comentador televisivo, também seria alvo de buscas.

Nesse mesmo dia, o Jornal de Notícias acrescentava que a operação da Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ estava a ser montada desde julho, sob coordenação de Pedro Fonseca, especialista em casos de criminalidade no desporto.

Sem autorização para os mandatos de busca, “a operação foi, naturalmente, cancelada”, complementava o artigo do JN.

Já o Correio da Manhã indica, no artigo publicado há minutos, que “as autoridades já tinham feito buscas a Luís Filipe Vieira e a Pedro Guerra”.

A investigação foi desencadeada depois das primeiras denúncias de Francisco J. Marques, através do programa Universo Porto, do Porto Canal.

O diretor de comunicação do FC Porto entregou toda a documentação às autoridades, o que levou o Ministério Público a autorizar a PJ a desencadear a operação.

Mais partilhadas da semana

Subir