Motociclismo

Ducati descontente com mudança de regras de testes no MotoGP

A Ducati não gostou mesmo nada que, à última hora, fossem mudadas as regras sobre testes no MotoGP. A marca italiana apelida mesmo a decisão de “desrespeitosa”. Isto porque a partir de agora em apenas três dos cinco dias de testes são autorizados pilotos que competem pelas equipas no Campeonato do Mundo.

A nova regra surgiu como resposta ao facto das equipas utilizarem dias de testes na pista como preparação para Grandes Prémios que nelas se disputam.

“De princípio a Ducati concordou com a ideia. Não concordamos com a decisão ser tomada um mês antes do começo de uma nova época. Achamos que foi desrespeitoso para as empresas com quem já tínhamos planeado as atividades de testes e o transporte de motos entre as equipas de fábrica e as equipas satélite. Estamos conta uma mudança decidida no Japão quando a nova época começa dentro de um mês”, afirmou Paolo Ciabatti, diretor desportivo da Ducati.

A marca italiana diz que teve de fazer mudanças de última hora nos seus planos de testes como resultado dos novos regulamentos. Os seus pilotos oficiais, Jorge Lorenzo e Andrea Dovizioso, foram enviados para Jerez em novembro, quando estava em curso o plano original, segundo o ‘manager’ da Ducati Gigi Dall’Igna.

“Penso que as novas regras são absolutamente razoáveis. Concordamos com o princípio da regra mas não com a forma como foi implementada. Acima de tudo tem a ver o tempo em que isto foi feito. Sou completamente contra porque planeamos tudo para os próximos testes e os pilotos foram enviados em novembro para o teste com a nova moto”, vinca Dall’igna.

“O começo do programa foi que Dovi e Jorge iam testar a nova moto, e no teste após a corrida (Valência) e (Danilo) Petrucci tinha de testar com (Michele) Pirro em Jerez no final de novembro. Agora tivemos de mudar completamente, porque jerez deixa de ser a nossa pista de testes, por isso Pirro não pode testar lá porque Jorge e Dovi não podem testar cinco dias no próximo ano, por isso tivemos de aumentar para dois dias em novembro”, explica o ‘manager’ da equipa Ducati.

As restrições para a próxima época de MotoGP implicam que o número de testes de pré-temporada em 2018 também será reduzido de dois para três, devido à expansão do calendário para 19 corridas este ano.

Mais partilhadas da semana

Subir