Dramas que iluminam contos de fadas

Hoje ao começar o dia com a rotina que o caracteriza observei com distinta clareza o “ringue” e respectivos parceiros, que “lutam” diariamente ao meu lado na conquista de algo… Muitos parecem querer sair vitoriosos de uma guerra, com o título Vida.

Para isso esquematizam, grande parte das vezes inconscientemente, verdadeiros planos de sobrevivência onde o outro tem um papel de homem quase invisível, ou seja, omitem a si próprios a existência de uma vida por trás de todos aqueles com quem contracenam.

Muitos dos sorrisos com que somos presenteados ao longo do dia escondem-se vidas marcadas por uma profunda aprendizagem. Onde já não existe espaço para dramas… A exaustão aniquilou a tristeza e agora sorriem… Aqueles que continuam em combate, por ainda não terem alcançado o ponto de desgaste, tranquilamente centrados em si desviam-se ou passam por cima destes sorrisos ganhando espaço para queixas pela insatisfação da sua vida. Esquecendo, ignorando ou apenas por mero desconhecimento que a felicidade e a paz de espírito só são atingíveis quando todos vibrarmos na mesma sintonia.

Ao consciencializar-me neste dia de tamanha transparência desta realidade constato que não adianta colocarmos o foco no nosso mero objectivo, porque não existe um final feliz que seja individualista ou só para aqueles que amamos. A família deve e tem que ser alargada até ao funcionário da caixa de supermercado. Todos, sem excepção, sentem o sofrimento, seja de ordem física, financeira, relacional ou até mesmo e não menos importante pela insatisfação do ego. Os níveis de dor que vamos saboreando variam de acordo com a sabedoria de cada um. Claro que aqueles que vivem desconectados da verdadeira Essência mais dificuldades encontram em aceitar que a exigência dos rounds onde competem foram escolhidos por eles próprios num “passado” Eterno, para que a elevação da Consciência fosse cada vez mais perfeita. As dificuldades são mais ou menos extensas dependendo da rapidez com que aceitamos que não existe fuga possível, que vamos ter que encarar que a vida é sinónimo de aprendizagem… E só se tornará mais leve quando formos ágeis ao equilibrar a equação nós versus o outro.

Quando caminharmos com e para o Todo e não apenas para a nossa mesquinha conquista tudo se tornará mais leve e fluído, porque este é o verdadeiro segredo da vida.

Os meus mais valiosos professores são aqueles que os dramas conheço e que mesmo assim iluminam os que em contos de fadas vivem.

Profundamente agradecida a vocês que me acompanham e me dão verdadeiras lições…


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir