Saúde

Dia Mundial da Diabetes: Doença mata seis pessoas por minuto

diabetes_0O Dia Mundial da Diabetes assinala-se nesta segunda-feira, data de reflexão sobre uma doença que mata seis pessoas por minuto, em todo o mundo. Portugal associa-se à celebração que pretende alertar para um problema de saúde que afeta quase um milhão de portugueses, sendo que metade dos casos não está diagnosticada. Estima-se que até 2025 se registem, em todo o mundo, 330 milhões de diabéticos.

Catorze de novembro é dia de reflexão para uma doença crónica, que segundo a Organização Mundial de Saúde mata seis pessoas por minuto, em todo o mundo. Em Portugal, há cerca de de 980 mil diabéticos, sendo que 44 por cento desconhece que tem a doença.

Outro número preocupante, que vai ser alvo de discussão em diversos eventos nesta segunda-feira, Dia Mundial da Diabetes, é o facto de, em Portugal, cerca de 2600 jovens com menos de 19 anos de idade padecerem de diabetes.

Em todo o mundo, estima-se que existam cerca de 194 milhões de diabéticos, número que deverá aumentar nos próximos anos, em virtude dos estilos de vida sedentários. Prevê-se que até 2025 este número suba para 330 milhões.

Segundo o Observatório Nacional de Diabetes, há cerca de 2000 diabéticos alvo de amputações, em virtude do pé diabético. A amputação é o primeiro capítulo de uma história que termina, muitas vezes, de forma trágica. Em 2009, morreram 4063 pessoas, em consequência da diabetes. Por outro lado, há uma média de cinco doentes que têm de amputar o pé.

Estes números preocupantes podem tornar-se alarmantes, uma vez que, segundo a Entidade Reguladora da Saúde, só um em cada quatro Centros de Saúde e um em cada três hospitais dispõem da consulta específica para o pé diabético (uma das mais graves complicações desta doença).

Há doentes que, no dia em que lhes é diagnosticada a doença, são imediatamente sujeitos a uma amputação. Outros que descobrem que padecem de diabetes após consultas que resultam de outras enfermidades. Cerca de 50 por cento não tem acompanhamento médico na área da nutrição. Pior: faltam nutricionistas em alguns agrupamentos de saúde.

Esta doença é a causa de seis em cada dez amputações não traumáticas realizadas em Portugal. Uma questão para refletir, nesta segunda-feira, Dia Mundial da Diabetes.

Mais partilhadas da semana

Subir