Motores

Daniel Nunes reforçou liderança no campeonato R2

Daniel Nunes e Rui Raimundo somaram mais um pódio no Campeonato de Portugal de Ralis de duas rodas motrizes, o quarto que obtêm esta temporada.

A dupla do Peugeot 208 R2 não teve uma prova isenta de percalços no Rali Vidreiro-Centro de Portugal, conseguindo realizar uma grande recuperação que a levou a lograr mais um êxito na presente temporada, quer nos R2 quer em RC4, o primeiro em pisos de asfalto.

“Entramos com um andamento muito forte, e acabamos por ter uma saída de estrada que nos fez perder mais de 20 segundos. No segundo dia fomos concentrados em ir buscar os pontos de um resultado de relevo, que nos permitisse manter a liderança do campeonato. Provamos ser fortes e consistentes, conseguimos uma recuperação brutal que nos permitiu estar entre os melhores entre os carros de duas rodas motrizes”, assinala Daniel Nunes.

O piloto da Inside Motor destaca, para além do resultado, a exibição, mas com razões de queixa: “Foi um rali soberbo. Tivemos uma evolução muito significativa em relação ao ano passado. Estamos cada vez mais ‘engrenados’ com o Peugeot 208 em ambos os pisos, e viemos para casa com o sabor agridoce, porque a organização não soube gerir as adversidades das neutralizações com a postura correta, onde escondeu a verdade desportiva competitiva deste rali”.

“Lutamos com pilotos muito bons, com andamentos muito equilibrados. Fomos para o último troço com 6,05s de vantagem e fizemos o derradeiro troço ao rubro para não deixar escapar a vitória, mas com os novos tempos atribuídos acabamos para descer para segundo. Como o nosso adversário não pontua nesta prova, saímos da Marinha Grande com a pontuação máxima e somos cada vez mais líderes. Agora a responsabilidade aumenta e não podemos falhar. Vamos para Castelo Branco com um dever redobrado, pois voltamos a integrar a Peugeot Rally Cup Ibérica”, remata Daniel Nunes.

Mais partilhadas da semana

Subir