Mundo

Crescimento de Angola revisto em alta

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reviu em alta a perspetiva de crescimento de Angola, prevendo que a economia cresça 2,2 por cento este ano e 2,4 por cento no próximo ano, segundo as Previsões Económicas Mundiais, hoje divulgadas em Washington.

“O crescimento em Angola deverá subir de 0,7 por cento, em 2017, para 2,2 por cento em 2018 e 2,4 por cento em 2019, o que mostra uma melhoria de 0,6 pontos percentuais e de 1 ponto percentual, respetivamente, face às Previsões Económicas Mundiais de outubro do ano passado”.

Segundo o FMI, que esta semana realiza os Encontros da Primavera, a recuperação económica em Angola baseia-se essencialmente na subida dos preços do petróleo face aos baixos valores dos últimos anos, que “aumentam o rendimento disponível e melhoram o sentimento económico”.

De acordo com o relatório Previsões Económicas Mundiais (World Economic Outlook, no original em inglês), hoje divulgado na sede da instituição, em Washington, Angola deverá acelerar o crescimento, mas continua a ver a economia a expandir-se abaixo da média da África subsaariana.

Esta região, segundo as previsões do FMI, deverá registar um crescimento de 3,4 por cento, este ano, e acelerar para 3,7 por cento no próximo ano, o que revela uma melhoria sustentada desde 2017, ano em que estes países cresceram, em média, 2,8 por cento.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: