Motociclismo

“Uma corrida muito difícil” para Miguel Oliveira apesar do terceiro lugar

Miguel Oliveira e a equipa Red Bull KTM Ajo não cabiam em si de contentes após o terceiro lugar conseguido no Grande Prémio da República Checa. O piloto português teve na chuva que caiu no traçado de Brno o seu maior problema. Mesmo assim este segundo pódio consecutivo em Moto 2 permite-lhe ocupar o quarto lugar no campeonato.

Segundo Oliveira a luta com pilotos no segundo pelotão fê-lo perder tempo que depois não teve para anular a diferença que no final o separou os dois adversários que terminaram à sua frente.

“Foi uma corrida muito difícil. Tivemos sorte de ser curta porque tornou-se muito traiçoeira no final, quando a chuva começou a cair novamente. De qualquer das formas, consegui fazer um bom arranque, se bem que o Luthi e o Marquez imprimiram um forte andamento e em apenas meia volta perdi o contacto com eles”, destaca o piloto da KTM nº 44.

“Estava, também, em luta com os pilotos atrás de mim e penso que isso me fez perder algum tempo. Mais tarde consegui reduzir a distância, mas precisava de mais algumas voltas. Foi uma corrida bastante dura, não consegui fazer melhor que o terceiro lugar. Fico satisfeito por termos tido a oportunidade de melhorar à chuva, já que não o tínhamos conseguido fazer nas corridas anteriores. Estou muito contente”, acrescenta Miguel Oliveira.

O piloto de Almada já está a pensar na próxima prova, o Grande Prémio da Áustria, que tem lugar dentro de uma semana no Red Bull Ring.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir