Nas Notícias

Bruno de Carvalho suspenso preventivamente com efeitos imediatos

Bruno de Carvalho foi suspenso preventivamente, por decisão da Comissão de Fiscalização. A decisão, tomada nesta quarta-feira, com efeitos imediatos, baseia-se na “violação dos estatutos do Sporting”. O presidente leonino já reagiu: fala em “golpada”, “pelotão de fuzilamento” e “tomada de poder à força”. Agrava-se a crise diretiva.

A Comissão de Fiscalização designada pela Mesa de Assembleia Geral do Sporting anunciou hoje ter suspendido preventivamente o Conselho Diretivo do Sporting, uma decisão com efeitos imediatos e que foi tomada por unanimidade.

A nota de culpa já foi enviada à direção de Bruno de Carvalho. Todas as decisões que o dirigente tomar, a partir da receção dessa nota de culpa, serão nulas.

No entanto, é certo que o presidente da direção não vai acatar a decisão daquele órgão.

“Aqui está a golpada que estou a falar faz duas semanas. Este pelotão de fuzilamento que se autointitula Comissão de Fiscalização foi criado para isto”, reagiu.

O dirigente leonino considera ainda que está perante “uma tomada de poder à força” e que “tudo o que se está a passar é completamente ilegal”.

“Os sócios têm de se revoltar perante esta tomada de poder! Quem manda no clube são os sócios todos e não meia dúzia!”, reagiu.

Bruno de Carvalho convocou os jornalistas para uma conferência de imprensa, marcada para as 14h00.

Mais partilhadas da semana

Subir