Desporto

Coentrão escapa a castigo, sumaríssimo vale repreensão escrita

O sumaríssimo aplicado a Fábio Coentrão, na sequência do jogo com o Benfica, vale uma repreensão escrita ao esquerdino, que poderá jogar na Madeira.

De acordo com a Renascença, o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) decidiu aplicar apenas uma pena de repreensão a Fábio Coentrão.

Deste modo, o internacional português, que está em Alvalade emprestado pelo Real Madrid, pode ser opção para Jorge Jesus na 34.ª jornada do campeonato, onde os leões defrontam o Marítimo, na Pérola do Atlântico.

Na exposição, o Benfica queixava-se de que Coentrão, aos 65 minutos, afastou Samaris com um aperto no pescoço.

O Benfica apresentou uma exposição também sobre Rui Patrício, Coates e Mathieu mas só Coentrão teve um sumaríssimo que lhe valeu uma repreensão escrita.

O clássico foi quente e deste jogo, recorde-se, resultou a suspensão do benfiquista Rúben Dias, após ter-lhe sido aplicado um sumaríssimo.

Mais partilhadas da semana

Subir