Ásia

China intensifica controlo das redes sociais antes de congresso do Partido Comunista

O próximo congresso do Partido Comunista Chinês (PCC) está agendado para dia 18 de outubro e é tido como o acontecimento mais importante da agenda política do país.

As autoridades chinesas intensificaram o controlo sobre as redes sociais, especialmente na verificação da identidade dos utilizadores. O novo regulamento foi publicado na quinta-feira à noite, pela Administração do Ciberespaço da China, no qual estabelece que as empresas do setor devem verificar as identidades reais dos membros em grupos de conversas online.

A normativa – que também estipula um maior controlo sobre os comentários na rede e um mecanismo de classificação de credibilidade dos utilizadores – entra em vigor no próximo dia oito de outubro, 10 dias antes do início do XIX congresso do PCC.

O Wechat – equivalente chinês ao WhatsAPP – tem 800 milhões de utilizadores, enquanto o Weibo – semelhante ao Twitter – tem cerca de 200 milhões.

As redes sociais Facebook e Twitter estão bloqueados na China.

Nos últimos meses, a Administração do Ciberespaço da China proibiu a difusão de rumores sobre celebridades nas redes sociais.

As autoridades chinesas lançaram também uma campanha contra os servilos de VPN (Virtual Proxy Network), um mecanismo que permite aceder à internet através de um servidor localizado fora da China.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir