Desporto

Casa do Porto vandalizada “após discurso inflamado” de Vieira

O FC Porto denuncia, através da newsletter Dragões Diário, que a casa do clube em Lausanne, na Suíça, foi vandalizada, “poucas horas após um discurso inflamado e imbuído de um incentivo à violência”. O clube faz uma alusão à intervenção de Luís Filipe Vieira, nessa noite.

“Na noite do último sábado, poucas horas após um discurso inflamado e imbuído de um incentivo à violência que só os mais distraídos podem não ter detetado, a Casa do FC Porto em Lausanne foi vandalizada”, escreve o clube.

O objetivo de “um conjunto de selvagens, munido de um taco de basebol”, foi “tentar destruir as instalações, sem qualquer outro objetivo que não fosse destilar ódio e, sobretudo, amedrontar os sócios e adeptos do FC Porto e os frequentadores daquela casa”.

“Tiveram azar e erraram no alvo. No FC Porto ninguém tem medo de delinquentes cobardes”, pode ler-se, na newsletter.

Os responsáveis por esta comunicação portista fazem uma alusão velada ao discurso de Luís Filipe Vieira, que ocorreu no passado sábado, onde o presidente do Benfica deu ‘um murro na mesa’, em reação à Operação E-Toupeira.

Mais partilhadas da semana

Subir