América do Sul

Cão espera há quatro meses à porta do hospital por dono que morreu

Um cão permanece há quatro meses à porta do hospital onde viu o dono – entretanto morto à facada –  pela última vez, no Brasil.

Por lealdade, necessidade ou simplesmente amor, este cão continua à espera que o dono saia pela porta do hospital a Santa Casa de Novo Horizonte, no Brasil, onde viu o dono pela última vez.

O homem em questão, de 59 anos, vivia numa rua em Novo Horizonte quando foi atacado à facada por um outro sem-abrigo, em finais de outubro do ano passado. Segundo o site G1, a autor do ataque foi detido e a vítima transportada para o referido hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Certo é que a lealdade do ‘melhor amigo do homem’ continua bem patente quatro meses depois do sucedido, à porta do hospital, sem nunca forçar a entrada.

Sem nome, o cão recebe carinho todos os dias por parte dos funcionários da unidade hospitalar, que lhe dão alimento. Todos os dias, o animal passeia durante algum tempo, voltando ao ponto de partida: ao seu tapete na entrada do hospital.

A tentativa de um morador em levá-lo para um canil não surtiu efeito, com o cão a voltar para o seu posto, à espera do dono.

A situação gerou uma onda de solidariedade nas redes, com uma pessoa a contar a história e a receber vários comentários que mostravam vontade em adoptar o cão.

Mais partilhadas da semana

Subir