Desporto

“Bruno de Carvalho quis pagar ‘x’ às claques em numerário”, acusa Vítor Ferreira

O antigo vice-presidente do Sporting revela, em declarações proferidas na SIC Notícias, que Bruno de Carvalho “quis fazer pagamentos em numerário às claques”, com quem mantinha reuniões. Muito crítico do dirigente, Vítor Ferreira aponta a porta de saída ao líder do clube: “Bruno de Carvalho tem cavado a sua sepultura”.

As críticas de Vítor Ferreira a Bruno de Carvalho fazem-se ouvir bem antes de ter eclodido a crise em Alvalade. O ex-dirigente fez parte da direção, mas decidiu sair, em rutura total, depois de ter recebido uma mensagem do presidente, com fortes críticas num tom que, segundo argumento, era revelador de caráter.

Com o agravamento da crise, Vítor Ferreira tem levantado o véu sobre alguns episódios que testemunhou.

“Na gestão corrente havia situações graves, algumas que eu não sabia. Só aos poucos é que ia descobrindo”, contou ontem, na SIC Notícias.

“Fui despojado de todos os poderes. Na SAD, nunca reuníamos. Eu não soube de nada. Nunca me passava documentos de futebol. Eu só assinava. Depois, comecei a ficar farto e a ver que as coisas não eram como eu pensava. A partir de um certo momento, percebi que não estava ali a fazer nada”, afirmou.

Num programa em que se discutia a atualidade leonina, o ex-vice-presidente revelou que eram feitos pagamentos em numerário às claques.

“Houve reuniões entre o presidente com pelo menos uma ou duas das claques. E eu até me insurgi muito por o presidente querer pagar ‘x’ a essas claques em numerário”.

Agora, Vítor Ferreira espera que Bruno de Carvalho se demita, ainda que duvide que esse cenário se verifique.

“Quem tem dignidade não pode ver todo este espetáculo e ficar parado. Bruno de Carvalho tem cavado a sua sepultura. Mas não vai sair pelo seu pé, nem ele, nem os outros que lá estão, porque ganham bom dinheiro”, conclui.

Mais partilhadas da semana

Subir