Cultura

“Benfica não é uma empresa igual às outras”, diz Ricardo Araújo Pereira a Vieira

Ricardo Araújo Pereira mostrou-se indignado por ver o nome do Benfica envolvido em mais um caso de justiça com suspeitas de ilegalidades. O humorista adotou um registo sério para falar do caso ‘E-toupeira’ e fez questão de assumir que não iria “falar em nome de ninguém”, mas apenas em nome próprio e como adepto do clube da Luz. Veja o vídeo.

Questionado sobre as palavras de Luís Filipe Vieira, que garantiu só saber das coisas que têm saído na comunicação social, e se acredita que Paulo Gonçalves possa ter, alegadamente, feito algo sem conhecimento do presidente do Benfica, Ricardo Araújo Pereira fez uma declaração.

“Vai falar o sócio número 12409, que é fundador deste estádio, que tem o nome naquela coisinha que está ao lado da estátua do Eusébio”, começou por dizer, no programa ‘Governo Sombra’.

“A pergunta é se Luís Filipe Vieira sabia do que alegadamente terá feito Paulo Gonçalves? É uma questão complicada. Não sei se é uma questão de acreditar ou não acreditar, porque são as duas possíveis. Não sei qual é a mais plausível. São as duas chatas. Se sabia é chato, se não sabia também é chato porque não sabe o que andam a fazer no clube que ele dirige”.

Benfica “não é uma empresa igual às outras, é uma empresa especial”

Ricardo Araújo Pereira salientou ainda que o caso não deixa “nenhum” benfiquista “contente”.

“Eu não conheço. Se vocês conhecerem apresentem-me, um benfiquista que esteja contente com o facto de ver o nome do clube envolvido em coisas deste tipo. Não conheço nenhum”, referiu Ricardo Araújo Pereira (RAP) e reiterou “nunca ter recebido cartilha”.

“Toda a gente sabe que eu sou o sócio número 12409 e não falo por mais ninguém”, explicou RAP, pedindo que o clube seja dirigido por gente do Benfica.

Quer Benfica dirigido por benfiquistas

“O Benfica já teve treinadores e jogadores que eram adeptos do River Plate, do Corinthians, o Simão era do Sporting, eram do FC Porto. Não tenho problema nenhum com isso. Custa-me que na cúpula dirigente o Benfica não seja dirigida por benfiquistas. Há pessoas que dizem que isso não interessa e o que interessam são os bons profissionais. Isso significa que ser do Benfica não interessa, é isso? Eu sei que o clube hoje é uma empresa mas não é igual às outras. Isto é uma empresa especial.”

Ricardo Araújo Pereira sublinha ainda: “Não estou a dizer que pessoas do Benfica não se metem em alegadas falcatruas. O que estou a dizer é que isso interessa”.

O sócio encarnado salientou que “os clubes têm uma história, têm origem, têm um grupo de traços característicos na base de apoio”.

Nestas declarações, no programa ‘Governo Sombra’ da TSF e TVI24, Ricardo Araújo Pereira assegurou que os sócios do Benfica esperam que os seus dirigentes “não sejam anjinhos” e exigem que “não cometam ilegalidades”.

“Entre uma coisa e outra ainda há espaço bastante amplo para operar. E é aí que espero que se esteja a operar.”

Veja o vídeo:

Se preferir pode ouvir as declarações aqui em baixo:

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: