Mundo

Autoridades italianas encontram 13.º morto mas temem que haja mais desaparecidos

cruzeiro_afundadoA 13.ª vítima mortal do naufrágio do Costa Concordia, em Itália, foi confirmada, neste domingo, numa altura em que são divulgadas novas imagens do interior do navio. Os mergulhadores que levam a cabo as operações de resgate encontraram o corpo de uma mulher, que estava num dos pisos inferiores do cruzeiro que embateu numa rocha junto à ilha de Giglio. Há suspeitas de que estavam a bordo mais passageiros.

Treze mortos confirmados no naufrágio do Costa Concordia, acidente que poderá ver aumentado o número de vítimas mortais para números diferentes dos previstos, em virtude de suspeitas das autoridades de que estariam a bordo pessoas não registadas – amigos da tripulação que não constavam dos registos de passageiros.

Neste domingo, foi encontrado o corpo de uma mulher, no quarto piso da embarcação, que chocou conta uma rocha há dez dias, muito perto da costa, a poucos metros da ilha de Giglio, em Itália.

Segundo os números oficiais, há 20 desaparecidos, número sobre o qual pairam dúvidas. Não se sabe ao certo se seguiam a bordo mais passageiros.

O acidente ocorreu na passada sexta-feira. O Costa Concordia transportava mais de 4000 pessoas, quando embateu numa rocha, junto à ilha de Giglio, que rasgou o casco do navio. Em barcos e a nado, quase todos os passageiros e elementos da tripulação conseguiram escapar.

As autoridades já não têm esperança em encontrar vidas, nesta altura. Já passaram dez dias horas desde o acidente e as probabilidades de encontrar sobreviventes reduzem a cada hora que passa.

As cerca de 2,3 toneladas de combustível que estão no navio suscitam agora as preocupação das autoridades. Não fica definitivamente afastada a possibilidade de um desastre ambiental. O acidente no Mediterrâneo deve-se a “erro humano” do comandante Francesco Schettino

Mais partilhadas da semana

Subir