Local

Autarca critica proibição de abate de animais: “O nosso canil não vai ser elástico”

O presidente da Câmara Municipal de Aveiro, Ribau Esteves, criticou a legislação que impede o abate de animais. Para o autarca, o novo quadro legal é insensato. “O nosso canil não vai ser elástico”, assinala, citado pelo Jornal de Notícias.

Uma polémica declaração de Ribau Esteves, nesta quarta-feira, quando confrontado com o canil intermunicipal, numa reunião da Câmara, promete reações de associações de defesa de animais.

O autarca do PSD alegou que a nova lei que proíbe o abate de animais é “insensata” e que não vai resolver o problema, uma vez que o canil da Câmara Municipal de Aveiro “não vai ser elástico e a produção de cães vadios é muito alta”.

Para Ribau Esteves, acabar com o abate não resolve o problema. O presidente do município sugere que os deputados de esquerda aprovaram o diploma para agradar às massas, sem se recordarem de que um animal poderá ter de ficar num canil durante mais de uma década, com os custos a serem imputados aos municípios.

O assunto surgiu na agenda política depois de Ribau Esteves (que acumula o cargo de presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro) ter anunciado a criação de um projeto para um canil intermunicipal.

Esse projeto está em curso e já há localização definida. O autarca do PSD envia um recado aos eleitos socialistas.

“Aproveito para pedir a influência do PS junto do Governo para reverter o absurdo da legislação que custa muito dinheiro e não permite dimensionar o canil com qualidade”, afirmou Ribau Esteves, numa declaração reproduzida pelo Jornal de Notícias.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir