Fórmula 1

Assaltos têm consequências para Interlagos

O Grande Prémio do Brasil de Fórmula 1 não ficou marcado apenas pela vitória de Sebastian Vettel e a despedida de Felipe Massa num carro de F1 diante do seu público. Os assaltos de que foram vítimas elementos da equipa Mercedes e da Pirelli também estiveram na ordem do dia. Ao ponto dos responsáveis pelo Autódromo de Interlagos pensarem na privatização do circuito e assim o traçado passar e ter segurança própria.

A tentativa de ‘carjaking’ aos elementos da Pirelli fizeram mesmo com que a marca italiana de pneus decidisse cancelar os testes previstos para a esta semana na pista brasileira.

Num comunicado a Pirelli decidiu “cancelar os testes de pneus no interesse da segurança do pessoal”, tanto da Mercedes como da marca italiana. Isto porque o assalto ocorreu menos de 48 horas depois daquele feito à formação Campeã do Mundo. Isto apesar das promessas feitas pela organização.

Os assaltantes não conseguiram roubar nada e os funcionários da marca italiana de pneus escaparam ilesos, mas estes incidentes, que colocam em causa a segurança da prova brasileira do calendário mundial pode ser mais um ‘golpe’ nas probabilidades da Fórmula 1 voltar a pisar solo brasileiro.


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir