Sociedade

Assaltantes em prisão preventiva por roubos por esticão e coação

presoOs quatro rapazes que respondem por diversos crimes de assalto, junto aos comboios da Linha de Sintra e noutras zonas da Grande Lisboa, ficaram em prisão preventiva. A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa adianta que se trata de roubo organizado, com “coação sobre as vítimas”, para que estas fizessem “levantamentos no multibanco”.

O grupo de assaltantes, com idades compreendidas entre os 17 e os 26 anos, responde por diversos crimes de roubo, levados a cabo durante pelo menos entre abril e agosto, em várias localidades da Grande Lisboa, na linha de comboios de Sintra.

Os assaltantes, que agora estão em prisão preventiva, usavam diversos esquemas: desde roubo por esticão a assalto por coação, obrigando as vítimas a fazer levantamentos das caixas multibanco.

Numa nota emitida pela Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa, “ficou apurado” que os arguidos “agiram de forma estrategicamente organizada”. Estão provados “vários assaltos”, quer por esticão contra passageiros que utilizavam aquela linha, quer através de outros assaltos na via pública, “tendo coagido” algumas das vítimas a “fazer levantamentos de dinheiro em máquinas ATM”.

Mais partilhadas da semana

Subir