Sociedade

ASAE: Funcionário paga 7,44 euros por cada fotocópia de um processo

asaeASAE, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, obriga um inspetor a pagar 893 euros, por 120 fotocópias de uma certidão de um processo disciplinar a que foi submetido. Caso foi denunciado pela Associação Sindical dos Funcionários. Cada cópia custou uma fortuna: 7,44 euros.

O caso foi denunciado pela Associação Sindical dos Funcionários da ASAE, que revela que um inspetor teve de pagar do seu bolso 120 cópias que tirou de um processo pelo qual teve de responder. O valor de cada fotocópia é injustificável: 7,44 euros.

O inspetor foi alvo de um processo disciplinar e pediu uma certidão do processo, composto por 120 páginas. Anexas a entregues estes documentos, apresentava-se a fatura: inacreditáveis 893 euros, o que é incompreensível, segundo a Associação Sindical dos Funcionários da ASAE.

Para esta associação, “trata-se de uma falta de senso” da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica. Segundo revela à TSF Luís Pires da Silva, da Associação Sindical dos Funcionários, não é desta forma que se faz uma correta “gestão dos recursos humanos da própria ASAE”.

A TSF divulga ainda um comunicado no qual os sindicalistas – que consideram este caso “imoral e leviano” – se sentem “envergonhados”, temendo que outros processos do género deem origem a pagamentos semelhantes

O custo da certidão do processo é elevadíssimo e com esta postura a ASAE está a limitar o acesso a informação que qualquer funcionário deve ter.

Mais partilhadas da semana

Subir