Nas Notícias

António Costa anuncia medidas aprovadas em Conselho de Ministros

O primeiro-ministro anunciou na noite deste sábado, em conferência de imprensa, quis as medidas que ficaram decididas durante no Conselho de Ministros Extraordinários que decorreu durante todo o dia de hoje, e que tinha como meta determinar, de forma urgente, as medidas de prevenção sobre os incêndios que assolaram o país nos últimos dias.

Costa começou por explicar que a reunião tinha como principal objetivo “reparar as responsabilidades que o Estado tem para com as famílias afetadas pelos incêndios”, e que foi possível chegar a acordo com as mesmas, apesar da perda irreparável de várias pessoas.

“O Estado ao reconhecer a sua responsabilidade honra a memória dos que perderam a vida”, sublinhou.

O primeiro-ministro lembrou as perdas das pessoas durante os incêndios, e lembrou também a vida muito difícil que vários agricultores irão agora enfrentar.

“Segunda palavra: determinação na reconstrução no que foi destruído, 500 habitações e 300 empresas destruídas. Esta palavra tem a ver com o tornar o nosso território mais resistente”, adiantou.

O Conselho de Ministro serviu para apreciar “longamente” o relatório da Comissão Técnica Independente, que, lembrou Costa, foi criada para estudar o “nosso modelo de prevenção e combate aos incêndios”. “Desse relatório e da experiência deste verão, nada podia ficar como antes e é necessário fazer uma reforma profunda, mas sem roturas”.

O primeiro-ministro falou também no reforço das forças armadas, que terão agora um papel significativo nesta prevenção.

 

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir