Desporto

Álvaro Sobrinho exige demissão de Bruno de Carvalho

Álvaro Sobrinho, dono de quase um terço da SAD do Sporting, afirmou que Bruno de Carvalho “não merece confiança e deve apresentar a demissão”.

O empresário angolano assumiu a oposição ao presidente leonino e, em entrevista ao Económico, posicionou a Holdimo entre os contestatários da direção da SAD.

Bruno de Carvalho de “pôr em risco os ativos da empresa e isto não pode acontecer”, avisou.

“Há um problema na gestão da SAD, nos órgãos da direção, no presidente e nos membros executivos”, identificou o empresário.

Álvaro Sobrinho confirmou que “a Holdimo já não tem confiança na direção e nos orgãos sociais da Sporting SAD”, embora, na qualidade de “segundo maior acionista”, deposite toda a confiança “nos jogadores e na equipa técnica, nomeadamente no treinador”.

“É lamentável tudo o que está a acontecer e é mau para os ativos. As empresas têm de ser geridas profissionalmente e não por emoção”, reiterou.

“Era estúpido um acionista gostar desta situação”, continuou o empresário, lembrando que os comentários do presidente do Sporting nas redes sociais “têm causado imensos problemas e danos reputacionais”.

Hoje, as ações da SAD leonina caíram mais de 17 por cento, para os 63 cêntimos, na sequência das polémicas com agressões a jogadores e equipa técnica na Academia de Alcochete e da alegada corrupção no andebol e no futebol, com a detenção do diretor André Geraldes.

Caso Bruno de Carvalho não saia pelo próprio pé, a Holdimo, que detém cerca de 30 por cento da SAD, vai convocar uma assembleia geral “e pedir a demissão da direção”, garantiu Álvaro Sobrinho.

Mais partilhadas da semana

Subir