Desporto

Agressões no Sporting são “responsabilidade de todos”, diz o ministro da Educação

O ministro da Educação, que tutela o Desporto, afirmou que as agressões a jogadores do Sporting são “responsabilidade de todos”, incluindo o próprio Governo. “O que aconteceu foi grave e temos de ser consequentes”.

Em declarações à margem da visita a uma escola em Sintra, Tiago Brandão Rodrigues frisou que os incidentes de Alcochete não podem ficar impunes.

“As consequências, obviamente, serão tomadas”, sustentou.

“O mais importante é que o caminho tem sido feito, com todos os parceiros, e seremos consequentes, continuando a usar a lei da forma intransigente, como temos usado, e tomar as consequências que são necessárias ser tomadas”, acrescentou o ministro.

O governante referiu ser “importante” frisar que “isto é responsabilidade de todos, dos órgãos de comunicação social, do Governo, da Federação Portuguesa de futebol, da Liga de clubes, dos clubes e de todos os que têm responsabilidades no futebol nacional”.

Todos estes agentes “têm de entender que o que aconteceu foi grave e temos de ser consequentes”.

Tiago Brandão Rodrigues repetiu o “repúdio veemente relativamente ao que aconteceu”, já ontem declarado por dois secretários de Estado (Isabel Oneto e João Paulo Rebelo), e deixou uma palavra de solidariedade para com “jogadores, treinadores e staff do Sporting”.

“No fundo, são vítimas de todo este episódio de violência e vandalismo”, lembrou.

O ministro prometeu ainda que a final da Taça de Portugal, “a prova rainha do futebol nacional”, vai ser mesmo realizada, no domingo.

Mais partilhadas da semana

Subir