África

África do Sul declara estado de catástrofe natural devido à seca

A seca histórica que assola a África do Sul levou as autoridades a proclamarem o estado de catástrofe natural em todo o país. A situação arrasta-se há vários meses, com a Cidade do Cabo a ficar ameaçada pela falta de água potável.

A “reavaliação da amplitude e da gravidade da seca atual” levou a esta decisão por parte das autoridades, que ‘entregam’ agora o assunto ao Governo.

O ‘Dia Zero’, o primeiro dia em que faltaria água nas torneiras, foi estabelecido pelas autoridades como 11 de abril, tendo sido adiado cinco dias devido ao declínio no uso de água para fins agrícolas, com várias quintas a escolherem utilizar reservas que lhes foram alocadas.

Ainda assim, os habitantes foram alertados pelas autoridades para o limite de uso de água para 50 litros por pessoa.

Este é um fenómeno invulgar na África do Sul, já que é não é só o espelho da falta de precipitação que tem afetado o país nos últimos anos.

As instituições do Estado estão agora mandatadas para colocar em prática “os planos de emergência, a ajuda imediata e as medidas de construção”, como refere um decreto assinado pelo chefe do Centro Nacional de Gestão de Situações de Emergência, Mmaphaka Tau.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir