Nas Notícias

Advogado Álvaro Dias morre atropelado pelo seu próprio carro no dia de Natal

O advogado Álvaro Dias, natural de Tábua, no distrito de Coimbra, morreu no dia de Natal ao chegar à sua casa, na Herdade Mata do Duque, um empreendimento de luxo, em Santo Estêvão, no concelho de Benavente.

Na sequência de um artigo da revista Visão, em 2007, que denunciava práticas irregulares de um tribunal arbitral em Lisboa, Álvaro Dias, um advogado, foi condenado em novembro deste ano a cinco anos e meio de prisão efetiva, por falsificação de sentenças e burla agravada.

Ao chegar a casa para o almoço de Natal, o advogado estacionou o seu carro, um Range Rover, num terreno inclinado, pelo que o carro começou a descair em marcha-atrás. Com isto, Álvaro tentou entrar no veículo para o travar e após ter conseguido abrir a porta, o carro embateu contra uma árvore e o advogado foi atropelado. A sua mulher, de 56 anos, estava presente no momento do acidente.

Por volta das 13 horas, os Bombeiros Voluntários de Benavente foram chamados à Herdade, bem como uma Viatura Médica de Emergência e Reanimação. No entanto, Álvaro Dias já tinha falecido quando os meios de socorro chegaram ao local. De igual modo, a Polícia Judiciária foi chamada à casa, devido as circunstâncias fora do normal que tiraram a vida ao advogado que, recentemente, tinha sido condenado a cinco anos e meio de prisão efetiva.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: