Europa

‘Adota um avô’, a ação notável de combate à solidão dos idosos

Nasceu em Espanha com o nome ‘Adota Un Abuelo’ e consiste em entregar amor aos idosos que vivem sozinhos, em lares de terceira idade. Uma ação de dimensão social inestimável, que conquistou Espanha e trespassou fronteiras.

Porque os pais cuidam dos filhos, chegará um dia em que os papéis se invertem. A realidade deveria ser esta, mas nem sempre a cadeia de gerações se encaixa na perfeição e a terceira idade é muitas sinónimo de solidão. E solidão é sofrimento.

Precisamente porque há idosos que sofrem sozinhos, nasceu uma iniciativa, em Espanha, que se consolida a cada ano que passa.

‘Adota um avô’ – ou ‘Adota Un Abuelo’, em castelhano – nasceu no país vizinho, no Natal de 2013, quando Alberto, um jovem de 25 anos, visitava o seu avô.

Nesse lar, conheceu um idoso, que não tinha filhos e, por isso, não recebia visitas. Sensibilizado com aquele vazio, Alberto adotou esse avô, tratou-o com amor, passou a visitá-lo, a fazer-lhe companhia, deu-lhe um pedaço de família.

A nobreza de Alberto ganhou dimensão. ‘Adota Un Abuelo’ consolidou-se, expandiu-se, chegou a outras cidades, ganhou reconhecimento e galardões, bem como um apoio financeiro da prestigiada KPMG.

O gesto de adotar um avô consiste na união com um idoso, num compromisso genuíno, voluntário, de o visitar e dar-lhe um abraço, como se faz a um avô.

Criam-se laços, recíprocos, ligam-se os elos de uma corrente perdida, pela ausência de filhos que acarinhem.

Há jovens que têm amor para dar e idosos que precisam dele como do ar que respiram. E por isso ‘Adota Un Abuelo’ é uma das mais relevantes iniciativas sociais, com alcance inestimável.

Veja o vídeo.

Receba esta e outras notícias virais no seu e-mail todos os dias!


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir