A voz do coração ou a voz do ego

Tão sublime é o ego que consegue atingir níveis de manipulação amorosos que por vezes nos soa a respostas vindas do nosso puro interior…

E como ter a certeza de qual das vozes responde ao som do Amor?

Com a coragem para enfrentar as fraquezas que nos caracterizam, revestidas de vontades, desejos, prazeres e carências podemos ser mais acertivos e felizes nas nossas acções. Desta forma vamos eliminando as ilusões dando lugar à humildade e ao mais inocente sorriso de aceitação de que o que recebemos foi a resposta do nosso Amor. Esta é a maior dádiva com que podemos viver, a receita da Paz Interior.

Só assim nos sentimos verdadeiramente tranquilos porque todas as nossas acções foram cegas, surdas e mudas. Só a serenidade do Amor esteve ao comando. Atingir esta forma de estar requer a transparência do túnel que nos leva ao fundo do poço da consciência. É lá que se encontra a Essência que nos une ao Todo. E para Ele devemos caminhar, na Fé e na Esperança de que por mais contratempos e derrotas que nos depararmos a bagagem que transportamos na nossa viagem vai sendo enriquecida pelas mais belas e mágicas memórias que deixamos por onde passamos. Os registos que ficam naqueles que por nós se vão cruzando são genuínas assinaturas da majestosa Alma que todos somos. E assim seguimos na certeza de que o sentido da vida é simplesmente este.

Com Amor, Joana


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: