A partida abrupta do plano físico

Felicidade

Recentemente partiu deste plano um dos pilares que tive o prazer de ter na minha vida. O pediatra dos meus filhos e um grande amigo de família que sem aviso, abruptamente nos deixou da forma como o conhecíamos… O choque estava estampado nas mais de 200 faces daqueles que se juntaram na última despedida, a tristeza, as lágrimas, a incompreensão era deveras notória… Nunca é fácil aceitar a partida precoce de alguém que ainda está no activo e aparentemente cheio de saúde… A mescla de sentimentos que nos inundam nesta hora é como um furacão, que tudo desenraíza… São destas provações que a vida é feita, hoje temos amanhã não, até mesmo quem parece ser o último a partir é o primeiro, porque quem cura deveria ficar até ao fim, nunca nos poderia deixar, mas como sabemos tudo acontece na hora certa, por mais estranho que pareça estes são os desígnios de Deus… O conforto de que o físico é só mesmo a veste que escolhemos ter para esta viagem na escola humana acolhe a Alma… E ajuda-nos a continuar tirando a mais valiosa lição, usar este corpo para marcar vidas tocando em muitos corações. Viver o dia a dia deixando lembranças extremamente marcantes em todos aqueles que se cruzam connosco é maior oportunidade que Deus nos pode dar…

A esta grandiosa Alma entreguei a saúde dos meus filhos, a ele confiei o que de mais frágil possuo… E agora despeço-me dele com um caloroso sorriso de Gratidão por ter tocado de uma forma tão especial tantas pessoas.

Um médico que esteve ao serviço de todos nós, salvou, curou, possuía as mais variadas técnicas para que o fim do físico não chegasse ou que se estendesse até à exaustão… Através dele recebi sempre notícias que me preenchiam o coração, que tudo estava bem e que a cura existia… Transmitia segurança nas decisões de tratamentos com um sorriso vibrante que nos contagiava de uma forma calorosa, meiga, serena… Partiu, como todos vamos partir, não desapareceu mas transformou-se, nunca mais o teremos no registo que conhecíamos, mas viverá sempre nos corações daqueles com quem privou.

{loadposition inline}A lição de que nada somos quando revestidos de um físico que nada faz para preencher a vida do outro é a aprendizagem… Esta Alma ensinou-me, agora, na hora da partida de que só faz sentido continuar quando focamos que a vida na Terra serve para deixar marcas de grandeza naqueles que nos chegam… Abrir o coração, abrir a nossa prosperidade, abrir a nossa sabedoria, para partilhar com os nossos irmãos é a União com o Todo, é a forma de estarmos sempre ao Serviço de Deus…

Que a Luz Divina lhe continue a indicar o caminho e que a sua Alma seja libertada desta veste para que a Paz Eterna seja alcançada…

Com Amor


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: