Crónicas

A Caminho

«Se não sabes para onde vais, qualquer estrada te levará lá.»
Lewis Carroll
O presidente Trump enviou uma mensagem ao presidente chinês , onde aproveitou para desejar um bom ano para os chineses.E só se atrasou uma semana.Após tudo o que já foi dito tanto pelo presidente Trump como pelos responsáveis chineses, a relação promete ser animada.

E o local onde a relação entre os Estados Unidos e a China poderá ser testada ao limite é África.

Os investidores chineses rumaram em força para um mercado que promete ser uma mina de ouro.A atual administração norte americana , cujo o presidente não esconde que encontrar bons negócios está alto na lista de prioridades, não poderá deixar de olhar para África como uma grande oportunidade.

O interessante será ver qual das duas abordagens conseguirá maior taxa de sucesso.
Os países africanos podem preparar-se para serem cortejados, e quanto maior as suas riquezas maior o número de pretendentes.

Se no passado o continente africano foi explorado, e grande da riqueza usada para alimentar impérios noutro continente, agora África pode acertar as contas e sair beneficiada do confronto entre países mais desenvolvidos.
Uma nova corrida a África começa, e desta vez os participantes prometem tudo e mais alguma coisa para garantir a posição dominante, resta saber qual dos métodos será capaz de convencer um continente que por mais diverso que seja, tem uma coisa em comum: um passado de negócios desvantajosos para os locais.
A china e os Estados Unidos estão a caminho de África , resta saber o que farão quando se encontrarem.


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: