Hoje é dia

7 de janeiro, morrem Inês de Castro, a paixão de D. Pedro

Ines_de_Castro_900A 7 de janeiro, assinala-se a morte de Inês de Castro, executada por ordem do rei D. Afonso IV, em 1355, em resultado do romance com o infante Pedro I. As lutas de sucessão e o escândalo de um romance proibido precipitaram a morte de Inês de Castro. Também neste dia, em 2017, morre Mário Soares.

D. Inês de Castro nasceu na Galiza e foi amada por D. Pedro I, futuro rei de Portugal, de quem teve três filhos.

Era filha de D. Pedro Fernandes de Castro, um dos fidalgos mais poderosos do reino de Castela.

Apaixonou-se pelo infante Pedro I, herdeiro do trono português, que casara com D. Constança Manuel.

Essa paixão foi correspondida pelo infante, o que deu origem a um romance histórico, mal visto no seu tempo, quer pela corte, como pelo povo.

O rei D. Afonso IV não aprovava esta relação, que considerava imoral e que punha em causa as relações diplomáticas com D. João Manuel de Castela.

E por isso ordenou, em 1344 que D. Inês fosse exilada no castelo de Albuquerque, na fronteira de Castela.

No entanto, em outubro de 1345, D. Constança morreu ao dar à luz D. Fernando I, futuro rei de Portugal. D. Pedro fica viúvo e ordenou que D. Inês regressasse do exílio, o que contrariava a vontade do pai.

Pedro e Inês passaram a viver juntos, o que gerou uma profunda desavença entre o infante e o pai, além de um escândalo na corte.

D. Afonso IV tentou casar o filho com uma dama de sangue real, mas D. Pedro rejeitou, alegando que sentia a perda da ex-mulher, D. Constança.

Nos anos seguintes, no entanto, D. Inês e D. Pedro foram gerando descendência: quatro filhos, sendo que um deles morreu pouco depois da nascença.

Estes nascimentos de João, Dinis e Beatriz agravaram o problema, porque D. Afonso IV temeu ser preterido na sucessão ao trono por um dos filhos bastardos do pai.

Por outro lado, circulavam boatos de que os filhos de Inês de Castro e D. Pedro conspiravam para assassinar o infante D. Fernando, herdeiro de D. Pedro, para o trono português passar para o filho mais velho de Inês de Castro.

Até que no dia 7 de janeiro de 1355, o rei cede às pressões dos conselheiros e decide executar D. Inês de Castro, aproveitando a ausência de D. Pedro numa excursão de caça. E é esse facto histórico que hoje se recorda.

Nasceram a 7 de janeiro Elena Ceauşescu, política romena (1919), David Caruso, ator norte-americano (1956), Nicolas Cage, ator norte-americano (1964), e Lewis Hamilton, piloto inglês de Fórmula 1 (1985).

Também neste dia, morre Mário Soares, símbolo da Liberdade.

Morreram neste dia Inês de Castro (1355), Catarina de Aragão, primeira mulher de Henrique VIII de Inglaterra (1536), Carlota Joaquina de Bourbon, infanta de Espanha e rainha de Portugal (1830), Thomas Lawrence, pintor inglês (1847), René Guénon, escritor francês (1951), Hirohito, imperador do Japão, que conduziu o país durante a II Guerra Mundial (1989), e Mário Soares, político português (2017).

Hoje, os cristãos ortodoxos celebram o Natal.

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: