Hoje é dia

5 de junho, é apresentado o Plano Marshall, de ajuda dos EUA à Europa

A 5 de junho de 1947, na Universidade de Harvard, George Marshall apresenta o Plano Marshall, de ajuda dos EUA aos países europeus, que renasciam das cinzas, na ressaca da II Guerra Mundial.

O Plano Marshall foi um programa de recuperação europeia, levado a cabo pelo EUA, com a finalidade de apoiar os Aliados no pós-guerra, depois da devastação na maioria dos países provocada pela II Guerra Mundial.

O projeto recebeu o nome do secretário do Estado norte-americano, George Marshall, e resultou de um encontro entre EUA e representantes de Estados europeus, em julho de 1947, um mês depois de ser apresentado em Harvard.

A União Soviética e os países de leste europeu foram convidados a participar no projeto de reconstrução europeia, mas Estaline temeu o plano, considerando-o uma ameaça. Nesse sentido, impediu que todos os países sob o controlo soviético integrassem o projeto.

Durante quatro anos, a partir de 1947, os EUA entregaram aos países europeus que se juntaram à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) cerca de 13 mil milhões de dólares (o correspondente a 140 mil milhões de dólares, à taxa de inflação atual).

Portugal foi um dos países que beneficiaram deste apoio dos EUA, recebendo 70 milhões de dólares, em 1950.

Depois de aplicado o ‘Plano Marshal’, os países europeus prosperaram. A produção industrial cresceu 35 por cento e a produção agrícola superou os níveis que se assinalaram antes da II Guerra Mundial.

Neste dia, em 1919, dá-se a fundação do Partido dos Trabalhadores Alemães, que daria origem ao Partido Nazi. E em 1944, na II Guerra Mundial, mais de mil bombardeiros britânicos largam 5000 toneladas de bombas nas baterias costeiras alemãs na Normandia, na preparação para o ‘Dia D’.

Já a 5 de junho de 200, o Parlamento da Sérvia proclama independência, dissolvendo a Sérvia e Montenegro, e a União dos Tribunais Islâmicos assume o poder na Somália.

Nasceram neste dia John Maynard Keynes, economista britânico (1883), Ivy Compton-Burnett, romancista britânica (1884), Federico García Lorca, poeta e dramaturgo espanhol (1898), Dennis Gabor, físico eletricista, Nobel de Física (1900), e Anastásia Romanov, filha do czar Nicolau II da Rússia (1901).

Nasceram também Pinheiro de Azevedo, militar e político português (1917), Jacques Demy, realizador e roterista do cinema francês (1931), Kenny G, saxofonista norte-americano (1956), e Michael E. Brown, astrónomo norte-americano (1965).

Morreram neste dia Roger Cotes, matemático inglês (1716), Giovanni Paisiello, compositor italiano (1816), Carl Maria von Weber, compositor de óperas alemão (1826), e Karl Robert Eduard von Hartmann, filósofo alemão (1906).

Morreram ainda Georges Feydeau, dramaturgo francês (1921), Dee Dee Ramone, músico norte-americano (2002), e Ronald Reagan, 40.º Presidente dos EUA (2004) e Cheick Tioté, jogador marfinense.

Hoje, assinala-se o Dia Mundial do Meio Ambiente.

Mais partilhadas da semana

Subir