Hoje é dia

4 de outubro, morre Janis Joplin, a rainha do rock’n’roll

Hoje é dia de recordar Janis Lyn Joplin, cantora e compositora norte-americana, que morreu a 4 de outubro, vítima de uma overdose. Foi considerada a maior cantora de rock dos anos 60 e a mais reconhecida intérprete de blues e soul da sua geração.

Joplin nasceu em Port Arthur, a 19 de janeiro de 1943. Cresceu a ouvir blues, desde a infância até ingressar na Universidade do Texas, onde começou a cantar com amigos. Era o início de uma carreira de sucesso.

Influenciada por grandes nomes, como Aretha Franklin, Billie Holiday, Etta James, Tina Turner, Big Mama Thornton, entre outros, Joplin diferenciou-se pela voz, tornando-se num ícone do rock.

O auge de Janis Joplin dá-se no fim da década de 60, como vocalista da Big Brother and the Holding Company e, mais tarde, como cantora a solo, com as bandas Kozmic Blues e a Full Tilt Boogie.

Foi aclamada como rainha do rock’n’roll e considerada a maior cantora de rock da década de 60 e a maior cantora de blues e soul da sua geração. Lançou apenas quatro álbuns.

Problemas com o álcool e a droga encurtaram a carreira e a vida. Morre em Los Angeles, a 4 de outubro de 1970, aos 27 anos, vítima de uma overdose de heroína.

Uma frase controversa destaca-se, entre outras afirmações de Joplin:

“Posso não durar tanto quanto as outras cantoras, mas sei que posso destruir-me agora se me preocupar demais com o amanhã”.

Neste dia, em 1910, tem início a revolução republicana em Portugal, que depõe D. Manuel II. Já em 1957, é lançado o primeiro satélite artificial, o Sputnik I. E a 4 de outubro de 1992, assina-se em Roma o Acordo Geral de Paz, entre o governo de Moçambique e a Renamo, pondo fim a 16 anos de guerra civil.

Nasceram a 4 de outubro Charlton Heston, ator norte-americano (1924), Maria Armanda, fadista portuguesa (1941), Jorge Valdano, ex-futebolista argentino (1955), Jon Secada, cantor e compositor cubano (1962), e Mafalda Arnauth, fadista portuguesa (1974).

Morreram neste dia Wessel Gansfort, teólogo e humanista holandês, precursor da Reforma Protestante (1489), João de Aragão (1497), Rembrandt, pintor holandês (1669), Manuel de Godoy, diplomata e militar espanhol (1851), e Alfredo Keil, arqueólogo e colecionador de arte português (1907).

Morreram ainda Jean Béraud, pintor impressionista francês (1935), Max Planck, físico alemão, o pai da teoria quântica (1947), Janis Joplin, cantora norte-americana de blues (1970), e Graham Chapman, ator e escritor britânico e membro dos Monty Python (1989).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir