Hoje é dia

17 de julho, nasce Quino, o cartonista ‘pai’ de Mafalda

Hoje é dia de recordar Joaquín Salvador Lavado Tejón, argentino conhecido como Quino, autor de uma personagem de banda desenhada que fica na história e no imaginário de crianças hoje adultas. Mafalda, a menina que odiava sopa, canta os parabéns a Quino.

Quino nasceu no dia 17 de julho de 1932, na Argentina, foi um pensador, historiador gráfico e criador de banda desenhada, desde cedo ganhou a alcunha de “Quino” – nome pelo qual foi ‘rebatizado’ pela família, para diferenciá-lo do tio homónimo, responsável por este gosto pela arte.

A infância de Quino é marcada pela tragédia, com a morte da mãe, quando tinha apenas 13 anos. Aos 16, perde o pai e fica órfão, sendo obrigado a abandonar a Faculdade de Belas Artes. Tenta ganhar a vida como autor de banda desenhada e desde cedo começa a vender os seus trabalhos: um anúncio de uma loja de seda.

Cumpre serviço militar e instala-se em Buenos Aires, com muita dificuldade económica, mas consegue sucesso profissional, conseguindo páginas de humor em diversas editoras e jornais. Faz uma incursão pelo mundo da publicidade e publica coleções no livro ‘Mundo Quino’, em 1963.

Cria então a primeira história de Mafalda, publicada no Leoplán, primeiro, e no semanário Front Page, de forma regular. A sua personagem trespassa fronteiras, chegando a Portugal, Itália e Espanha (onde a censura força-o a rotulá-la como “conteúdo para adultos”), entre outros países.

Depois de por um fim à Mafalda a 25 de junho de 1973, segundo o próprio por falta de ideias, Quino muda-se para Milão, onde continuou a fazer as páginas de humor. Em 2008, é homenageado em Buenos Aires, por ação do Museu de Desenho e Ilustração e pela empresa Subway, que realiza dois murais com aquela personagem.

A personagem mais famosa de Quino é Mafalda, publicada entre os anos 1954 e 1983. Mafalda, que odiava sopa, questionava os problemas políticos e até científicos que afligiam sua alma infantil.

Paralelamente, lançava uma reflexão sobre o conflito que as pessoas da época enfrentavam, com a mudança dos costumes introdução da tecnologia no quotidiano. Apesar de ter sido interrompida em meados de 1970, Mafalda possui fãs por todo o mundo, sendo a expressão da celebridade de Quino, um dos maiores cartonistas do mundo.

Nasceram neste dia, além de Quino, Elbridge Gerry, quinto vice-presidente dos EUA (1744), Hippolyte Delaroche, pintor francês (1797), Xianfeng, imperador da China (1831), Wilhelm Lexis, economista e estatístico alemão (1837), Julio Argentino Roca, ex-presidente da Argentina (1843), António José de Almeida, político português e Presidente da República (1886), Erle Stanley Gardner, escritor e advogado norte-americano (1887), Juan Antonio Samaranch, ex-presidente do Comité Olímpico Internacional (1920), Isabel Pires de Lima, ministra da Cultura (1952), David Hasselhoff, ator e músico norte-americano (1952), e Angela Merkel, chanceler alemã (1954).

Morreram neste dia Papa Leão IV (855), Canuto, o Santo, rei da Dinamarca (1086), Francisco I, duque da Bretanha, conde de Montfort e conde titular de Richmond (1450), Adam Smith, economista e filósofo escocês (1790), Charles Grey, primeiro-ministro do Reino Unido (1845), Henri Poincaré, matemático francês (1912), czar Nicolau II da Rússia (1918), John Coltrane, músico e compositor americano (1967), e Juan Manuel Fangio, automobilista argentino, pentacampeão de Fórmula 1 (1995).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: