Hoje é dia

17 de julho, nasce Quino, o cartonista ‘pai’ de Mafalda

Hoje é dia de recordar Joaquín Salvador Lavado Tejón, argentino conhecido como Quino, autor de uma personagem de banda desenhada que fica na história e no imaginário de crianças hoje adultas. Mafalda, a menina que odiava sopa, canta os parabéns a Quino.

Quino nasceu no dia 17 de julho de 1932, na Argentina, foi um pensador, historiador gráfico e criador de banda desenhada, desde cedo ganhou a alcunha de “Quino” – nome pelo qual foi ‘rebatizado’ pela família, para diferenciá-lo do tio homónimo, responsável por este gosto pela arte.

A infância de Quino é marcada pela tragédia, com a morte da mãe, quando tinha apenas 13 anos. Aos 16, perde o pai e fica órfão, sendo obrigado a abandonar a Faculdade de Belas Artes. Tenta ganhar a vida como autor de banda desenhada e desde cedo começa a vender os seus trabalhos: um anúncio de uma loja de seda.

Cumpre serviço militar e instala-se em Buenos Aires, com muita dificuldade económica, mas consegue sucesso profissional, conseguindo páginas de humor em diversas editoras e jornais. Faz uma incursão pelo mundo da publicidade e publica coleções no livro ‘Mundo Quino’, em 1963.

Cria então a primeira história de Mafalda, publicada no Leoplán, primeiro, e no semanário Front Page, de forma regular. A sua personagem trespassa fronteiras, chegando a Portugal, Itália e Espanha (onde a censura força-o a rotulá-la como “conteúdo para adultos”), entre outros países.

Depois de por um fim à Mafalda a 25 de junho de 1973, segundo o próprio por falta de ideias, Quino muda-se para Milão, onde continuou a fazer as páginas de humor. Em 2008, é homenageado em Buenos Aires, por ação do Museu de Desenho e Ilustração e pela empresa Subway, que realiza dois murais com aquela personagem.

A personagem mais famosa de Quino é Mafalda, publicada entre os anos 1954 e 1983. Mafalda, que odiava sopa, questionava os problemas políticos e até científicos que afligiam sua alma infantil.

Paralelamente, lançava uma reflexão sobre o conflito que as pessoas da época enfrentavam, com a mudança dos costumes introdução da tecnologia no quotidiano. Apesar de ter sido interrompida em meados de 1970, Mafalda possui fãs por todo o mundo, sendo a expressão da celebridade de Quino, um dos maiores cartonistas do mundo.

Nasceram neste dia, além de Quino, Elbridge Gerry, quinto vice-presidente dos EUA (1744), Hippolyte Delaroche, pintor francês (1797), Xianfeng, imperador da China (1831), Wilhelm Lexis, economista e estatístico alemão (1837), Julio Argentino Roca, ex-presidente da Argentina (1843), António José de Almeida, político português e Presidente da República (1886), Erle Stanley Gardner, escritor e advogado norte-americano (1887), Juan Antonio Samaranch, ex-presidente do Comité Olímpico Internacional (1920), Isabel Pires de Lima, ministra da Cultura (1952), David Hasselhoff, ator e músico norte-americano (1952), e Angela Merkel, chanceler alemã (1954).

Morreram neste dia Papa Leão IV (855), Canuto, o Santo, rei da Dinamarca (1086), Francisco I, duque da Bretanha, conde de Montfort e conde titular de Richmond (1450), Adam Smith, economista e filósofo escocês (1790), Charles Grey, primeiro-ministro do Reino Unido (1845), Henri Poincaré, matemático francês (1912), czar Nicolau II da Rússia (1918), John Coltrane, músico e compositor americano (1967), e Juan Manuel Fangio, automobilista argentino, pentacampeão de Fórmula 1 (1995).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir