Hoje é dia

16 de junho, Dia da Criança Africana homenageia mortos do Soweto

Assinala-se hoje o Dia da Criança Africana, celebrado como homenagem às vítimas do massacre do Soweto, a 16 de junho de 1976, durante uma manifestação contra a falta de qualidade no ensino.

Hoje é o Dia da Criança Africana, efeméride que se assinala em memória das centenas de crianças negras do Soweto (na África do Sul) que, neste dia, em 1976, foram mortas numa manifestação onde reivindicavam o direito à qualidade do ensino e a aprender na sua língua materna.

Esse protesto transformou-se em massacre. Além de centenas de mortos, provocou milhares de feridos, sendo que nos dias posteriores ainda se registaram mais perdas humanas (cerca de 100), numa luta sangrenta que durou duas semanas.

Para homenagear essas vítimas e defender as crianças daquele continente, cujos direitos fundamentais não eram respeitados, nasce o Dia da Criança Africana, instituído em 1991 pela Organização da União Africana.

A origem desta data está numa reivindicação, mas a UNICEF faz um alerta à comunidade mundial, no sentido de que se perceba que as crianças são o eixo do desenvolvimento, a génese do futuro de África e de qualquer continente.

Apesar de todos os apelos, certo é que continuam a morrer à fome milhares de crianças, vítimas de pobreza extrema, em virtude de doenças provocadas pela subnutrição.

A 16 de junho, lembra-se ainda outro tipo de dramas que atingem as crianças, com a sida ou a violência sexual, sobretudo na África subsariana. Os conflitos armados, que obrigam famílias inteiras a abandonar o local de residência, suscitam, mais do que nunca, a preocupação dos países.

A Organização das Nações Unidas aprovou ‘Declaração dos Direitos da Criança’, que um ano depois do Dia da Criança Africana se tornou lei internacional.

Nasceram neste dia Giovanni Boccaccio, escritor e poeta italiano (1313), John Cleveland, poeta inglês (1613), Julius Schrader, pintor alemão (1815), Gustavo V, rei da Suécia (1858), e Dante Milano, poeta brasileiro (1899).

Nasceram ainda Faith Domergue, atriz norte-americana (1924), e Erich Segal, escritor norte-americano (1937).

Morreram neste dia John Churchill, militar britânico e primeiro Duque de Marlborough (1722), Marc Bloch, historiador francês (1844), Imre Nagy, político húngaro (1958), David Mourão-Ferreira, escritor e poeta português (1996), e Corino de Andrade, humanista e neurologia português (2005).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: