Hoje é dia

15 de junho, Dia Mundial de Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa

A 15 de junho, as agressões sobre os idosos provocam uma reflexão, suscitada pela ONU, com o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Chama-se Maria e tinha 73 anos quando o filho, toxicodependente, a regou com álcool e lhe ateou fogo. Até então, Maria nunca a as agressões de que era alvo. Afinal, o agressor era o próprio filho… Os gritos de dor de Maria fizeram-se ouvir naquele dia. E só se ouviram porque a dor era insuportável.

Os vizinhos chamaram a polícia e Maria deixou de ser vítima. Deixou de ser roubada, ameaçada, agredida pelo próprio filho – sete em cada 10 crimes de violência contra idosos sucedem no seio familiar.

A realidade de Maria mudou, porque a violência atingiu níveis inimagináveis. Caso contrário, Maria guardaria para si a dor que o filho lhe causava. Hoje é o dia de Maria, o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, a data pretende provocar uma reflexão e, nesse sentido, combater um problema social silenciado.

No entanto, não são apenas membros da família que cometem estes crimes contra a população idosa. Este problema trespassa as portas da residência. Basta ser-se idoso para estar vulnerável. Hoje é dia de refletir sobre uma realidade penosa.

Neste dia 15 de junho, no ano de 763 antes de Cristo, os Assírios assistem àquele que é considerado o primeiro eclipse solar que foi registado pelo Homem. Em 1502, Cristóvão Colombo descobre a ilha de Martinica, na quarta e última viagem à América.

Também a 15 de junho, mas em 1667, é realizada a primeira transfusão de sangue do mundo. O médico Jean Baptiste levou a cabo uma transfusão de ovelha para um rapaz de 15 anos, que viria a morrer. Baptistea acabou por ser acusado de homicídio.

Já em 1752, neste dia, Benjamin Franklin prova que um relâmpago é eletricidade na famosa experiência em que fez voar um papagaio de seda, durante uma tempestade, com raios e trovões, e obteve faíscas, a partir de uma chave.

A 15 de junho de 1844, Charles Goodyear regista a patente da vulcanização, processo de endurecimento da borracha. Goodyear torna-se dono de uma das maiores fabricas de pneus do mundo.

E em 1922, Gago Coutinho e Sacadura Cabral chegam ao Rio de Janeiro, num hidroavião, na primeira travessia aérea do Atlântico Sul. Os dois aviadores portugueses tinham saído de Lisboa a 30 de março.

A UEFA nasce neste dia, em 1954, e também neste dia, mas em 1977, decorrem as primeiras eleições democráticas em Espanha, após a ditadura de Franco.

Nasceram a 15 de junho Nicolas Poussin, pintor francês (1594), Edvard Grieg, compositor norueguês (1843), Konstantin Balmont, poeta russo (1867), Yuri Andropov, político russo (1914), Lash La Rue, ator norte-americano (1917), e Jaime Montestrela, escritor português (1925).

Nasceram ainda Sergio Endrigo, cantor e compositor italiano (1933), Harry Nilsson, cantor e compositor norte-americano (1941), Demis Roussos, cantor e compositor grego (1946), e Helen Hunt, atriz norte-americana (1963).

Morreram hoje Germana Cousin, mártir e santa da Igreja Católica (1601), Marguerite De Launay, escritora francesa (1750), Thomas Campbell, poeta inglês (1844), James Knox Polk, 11.º Presidente dos EUA (1849), Almada Negreiros, artista e escritor português (1970), Victor French, ator norte-americano (1989), e Ella Fitzgerald, cantora norte-americana de jazz (1996).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Apps PT Jornal

Descarregar na App StoreDescarregar do Google Play

Newsletters PT Jornal

Selecione as newsletters

Mais partilhadas da semana

Subir
error: