Hoje é dia

15 de junho, Dia Mundial de Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa

A 15 de junho, as agressões sobre os idosos provocam uma reflexão, suscitada pela ONU, com o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Chama-se Maria e tinha 73 anos quando o filho, toxicodependente, a regou com álcool e lhe ateou fogo. Até então, Maria nunca a as agressões de que era alvo. Afinal, o agressor era o próprio filho… Os gritos de dor de Maria fizeram-se ouvir naquele dia. E só se ouviram porque a dor era insuportável.

Os vizinhos chamaram a polícia e Maria deixou de ser vítima. Deixou de ser roubada, ameaçada, agredida pelo próprio filho – sete em cada 10 crimes de violência contra idosos sucedem no seio familiar.

A realidade de Maria mudou, porque a violência atingiu níveis inimagináveis. Caso contrário, Maria guardaria para si a dor que o filho lhe causava. Hoje é o dia de Maria, o Dia Mundial da Consciencialização da Violência contra a Pessoa Idosa.

Instituída em 2006 pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa, a data pretende provocar uma reflexão e, nesse sentido, combater um problema social silenciado.

No entanto, não são apenas membros da família que cometem estes crimes contra a população idosa. Este problema trespassa as portas da residência. Basta ser-se idoso para estar vulnerável. Hoje é dia de refletir sobre uma realidade penosa.

Neste dia 15 de junho, no ano de 763 antes de Cristo, os Assírios assistem àquele que é considerado o primeiro eclipse solar que foi registado pelo Homem. Em 1502, Cristóvão Colombo descobre a ilha de Martinica, na quarta e última viagem à América.

Também a 15 de junho, mas em 1667, é realizada a primeira transfusão de sangue do mundo. O médico Jean Baptiste levou a cabo uma transfusão de ovelha para um rapaz de 15 anos, que viria a morrer. Baptistea acabou por ser acusado de homicídio.

Já em 1752, neste dia, Benjamin Franklin prova que um relâmpago é eletricidade na famosa experiência em que fez voar um papagaio de seda, durante uma tempestade, com raios e trovões, e obteve faíscas, a partir de uma chave.

A 15 de junho de 1844, Charles Goodyear regista a patente da vulcanização, processo de endurecimento da borracha. Goodyear torna-se dono de uma das maiores fabricas de pneus do mundo.

E em 1922, Gago Coutinho e Sacadura Cabral chegam ao Rio de Janeiro, num hidroavião, na primeira travessia aérea do Atlântico Sul. Os dois aviadores portugueses tinham saído de Lisboa a 30 de março.

A UEFA nasce neste dia, em 1954, e também neste dia, mas em 1977, decorrem as primeiras eleições democráticas em Espanha, após a ditadura de Franco.

Nasceram a 15 de junho Nicolas Poussin, pintor francês (1594), Edvard Grieg, compositor norueguês (1843), Konstantin Balmont, poeta russo (1867), Yuri Andropov, político russo (1914), Lash La Rue, ator norte-americano (1917), e Jaime Montestrela, escritor português (1925).

Nasceram ainda Sergio Endrigo, cantor e compositor italiano (1933), Harry Nilsson, cantor e compositor norte-americano (1941), Demis Roussos, cantor e compositor grego (1946), e Helen Hunt, atriz norte-americana (1963).

Morreram hoje Germana Cousin, mártir e santa da Igreja Católica (1601), Marguerite De Launay, escritora francesa (1750), Thomas Campbell, poeta inglês (1844), James Knox Polk, 11.º Presidente dos EUA (1849), Almada Negreiros, artista e escritor português (1970), Victor French, ator norte-americano (1989), e Ella Fitzgerald, cantora norte-americana de jazz (1996).

Quer receber o Hoje é Dia todos os dias na sua caixa de correio?


Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir
error: