Mundo

11 de setembro: Passos Coelho promete a Obama lutar contra o terrorismo

O primeiro-ministro Passos Coelho redigiu uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, onde se associa às cerimónias de homenagem às vítimas do 11 de setembro e reafirma a vontade de Portugal combater o terrorismo.

Na carta, a que a agência Lusa teve acesso, o primeiro ministro português renovou os votos de pesar e condolências a todos os que perderam familiares ou amigos.

“Passaram-se dez anos, mas as imagens terríveis desse dia continuam vivas e permanecerão certamente para sempre na nossa memória. Hoje, os nossos pensamentos vão, em primeiro lugar, para aqueles que perderam a vida nesse massacre e para as suas famílias”, escreveu Pedro Passos Coelho.

No mesmo documento, o primeiro ministro assegurou também o empenho de Portugal na luta contra o terrorismo. “Continuaremos de forma ativa a prosseguir a prevenção e o controlo de todas as formas e manifestações do terrorismo. Pode contar com o firme compromisso de Portugal em contribuir para a luta contínua coletiva contra o terrorismo”, afirma.

Passos Coelho referiu ainda que o “crime hediondo” cometido a 11 de setembro de 2001 em território norte-americano “não atingiu apenas os Estados Unidos”, mas foi dirigido contra todas as nações que “partilham os valores da democracia, liberdade, Estado de direito e tolerância”.

Mais partilhadas da semana

Subir