Crónicas

10 Anos passados e amando-te agora pela maturidade da Alma

Só agora parei no silêncio para nos sentir… obrigada pelo carinho… já há muito ninguém me acarinhava assim com tanta ternura. Tens um coração lindo que sempre amei, entretanto controlo os impulsos de querer estar contigo muitas e muitas mais vezes… adorei sentir-nos.

Este reencontro, deixando os dias passar foi como um sonho de tão fugaz que não consegui segurar. Ainda te sinto em mim e guardo quentinho no meu coração para que esse momento nunca morra, mas sim que possa aqui viver por toda a eternidade. Deixar ir a vontade de te ter mais e mais nos meus braços dói ao “ego” mas mais uma vez ensina-me a Amar respeitando o teu caminho.

Lindo “anjo” vou soltando as sentidas palavras que querem voar para ti… não é fácil libertar-te mas quando o consigo é a maior elevação que posso tocar, o verdadeiro Amor, para isso vou instruindo a minha mente, “só se mantêm na minha vida aqueles que me sabem Amar pelo que sou e os que querem partir sou eu que os tenho que saber Amar” e assim cresço naquilo que realmente importa “Amar-nos a todos como a um Só”.

Já te deixei ir uma vez e 10 anos se passaram, já me ensinaste Amar desde aí e assim ficaste a viver na frequência do meu amor por todos nós.

Não escondo a vontade de caminhar ao teu lado com toda a liberdade e intimidade que por ti sinto… mas isso está escrito no universo na linha que tem que ser… que eu não sei qual é…

Hoje vivo em paz e aprendi que sou um instrumento de Deus e que o meu caminho não é o do meu “ego” mas sim o que a minha alma precisa para crescer.

O desenho amoroso ao te vislumbrar na intimidade do Amor que em mim vive é balsamo para os momentos menos fáceis que desde aí vão chegando. Nada é estático tudo se movimenta na fluidez da corrente das frequências que vamos vibrando.

Sinto no éter um profundo abraço entre nós que me faz esvoaçar pela leveza da imaginação arquitectada pelo coração. E assim danço a valsa do Amor entre duas almas que dão vida a dois corpos que caminham na aprendizagem da vida, confrontando-se com as suas mais abençoadas lições.

O meu coração sussurra e sorri acalentando-me pela bênção em te voltar a sentir na maior das intimidades que nós humanos temos a magnificência de poder experienciar, o Amor entre corpos que se tocam e só a alma se pronuncia com a maturidade já conquistada.

Obrigada vida por todas estas experiências e por me deixares vir a este mundo com tanta sensibilidade que me possibilita esmiuçar toda a riqueza dos mais subtis pormenores que a muitos passam por ser apenas momentos fugazes sem qualquer significado. E para mim são verdadeiros tesouros que enriquecem a minha Existência e fazem com que a minha presença aqui tenha algum sentido.


Vídeos em Destaque

Patrocinado

Newsletters PT Jornal

O que quer receber?

Mais partilhadas da semana

Subir